Honda cada vez mais adaptado ao futebol brasileiro

0
102
Honda
foto: Vítor Silva / Botafogo

Honda chegou como possível ídolo da torcida do Botafogo, foi escalado mais recuado pelo técnico do Botafogo, Paulo Autuori, e teve algumas atuações mais apagadas, embora tenha marcado o primeiro gol pelo clube carioca em uma cobrança de pênalti contra o Bangu pelo campeonato carioca logo na estreia.

Agora, jogando mais avançado e municiando o ataque alvinegro – que ainda não deslanchou na Série A do Brasileirão – o atleta japonês tem se destacado. Trata-se de um jogador muito inteligente, com toques refinados e ótima visão dos companheiros.

Além disso, Honda tem assumido uma postura de líder em campo, empurrando seus colegas de equipe e vibrando como se fosse um jovem atleta em sua primeira equipe. Honda tem 34 anos, mas treina duro todo o dia e se entrega no gramado. Foi assim nesta quarta-feira, quando o Botafogo empatou em 0 x 0 com o Vasco em São Januário e passou para as oitavas de final da Copa do Brasil.

Honda distribuiu bem o jogo, voltou para marcar e estimulou os companheiros com sua liderança. Saiu de campo como o melhor da partida e comemorou a classificação como um título. Humilde, o jogador apenas elogiou o espírito de luta do time e enfatizou que todo o grupo está de parabéns. Enfim, os botafoguenses estão cada vez mais certos que o atleta japonês ainda deverá crescer muito mais e dar alegrias à torcida.