Cruzeiro de Felipão tem nas bolas aéreas o ponto forte

0
43
Felipão
Felipão (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)

O Cruzeiro venceu mais uma partida pela Série B sob o comando do técnico Luiz Felipe Scolari e manteve vivo o sonho de regressar à divisão de elite do futebol brasileiro já em 2021. O time derrotou o Vitória por 1 x 0 em Salvador e chegou a 38 pontos, em 11º lugar, a sete do primeiro clube na zona de acesso, o Sampaio Corrêa.

Desde que assumiu Felipão tem trabalhado muito bem a questão da bola aérea ofensiva do Cruzeiro. Em 12 partidas sob o comando de Scolari este recurso tem sido o principal para que a Raposa suba na tabela e comece a acreditar mais em um acesso que parecia impossível há apenas algumas rodadas. Dos dez gols marcados de bolas levantadas, oito foram de cabeçadas.

Foi assim também contra o próprio Vitória.  Quem mais se destaca neste quesito até o momento é Manoel, que marcou contra Guarani e América (MG) e Airton, que fez nos jogos contra Náutico e Botafogo (SP). Marcelo Moreno, Welington e Cáceres também acertaram o gol adversário em bolas pelo alto desde que Felipão chegou.

O técnico treina muito este tipo de jogada e faz questão de enfatizar ao elenco que as bolas paradas são uma arma sempre perigosa para o Cruzeiro contra seus adversários e não pode deixar de ser empregada durante os confrontos.

Na próxima rodada o time mineiro enfrentará o CSA no Estádio Independência, em Belo Horizonte, na próxima terça-feira, dia 15 e uma nova vitória deixará a torcida cada vez mais entusiasmada com a possibilidade de regresso á Série A. O caminho ainda é longo e árduo, mas a diferença para o G4 tem caído a cada rodada e nada impede que o sonho se torne realidade… com as bolas paradas!