Após a crise envolvendo Pedro, Flamengo enfrenta o Olimpia

0
181
Foto: Divulgação

Depois de passar por dias de turbulência interna por conta da agressão do ex-preparador físico do clube, Pablo Ferrnández, ao jogador Pedro no último final de semana, o Flamengo reinicia nesta quinta-feira sua trajetória na Taça Libertadores em busca de mais um título do torneio internacional. O rubro negro carioca duela com o Olímpia do Paraguai às 21 horas, no Maracanã.

A fase da equipe brasileira é boa e o time só perdeu uma partida nos últimos 21 jogos. O Flamengo vai bem tanto na Libertadores quanto na Copa do Brasil, competição na qual está muito perto de avançar para mais uma decisão depois de bater o Grêmio por 2  0 na semifinal realizada em Porto Alegre.

O Olímpia, ao contrário do adversário desta quinta, está em má fase e não vence há cinco jogos, com três derrotas e dois empates no período. Por outro lado, o Decano avançou bem na fase inicial da Libertadores, terminando sua participação no Grupo H, com 14 pontos. Aliás, o último triunfo do time paraguaio ocorreu justamente pelo torneio internacional, quando goleou o Melgar por 4 x 1.

Suspeito por ato de indisciplina, o atacante Pedro não estará em campo no confronto de hoje e muitos acredita que o atleta teria ficado sem clima para permanecer na Gávea. O técnico Jorge Sampaoli não terá ainda Pulgar, que está em recuperação de contusão na coxa direita.

O Decano, treinado por Francisco Arce, não terá o goleiro Gastón Oliveira, que fraturou o antebraço direito. O técnico tem uma dúvida no setor ofensivo, entre González e Facundo Bruera. A tendência é que o Olímpia adote um esquema bem mais cauteloso para enfrentar o atual campeão da Libertadores no Maracanã.

O canal ESPN transmitirá o confronto entre brasileiros e paraguaios a partir das 20h50, direto do Rio de Janeiro. O juiz da partida será Dario Herrera, auxiliado por Juan Belatti e Facundo Rodriguez. No VAR estará Mauro Vigliano. Todos pertencem à Federação Argentina.

Prováveis escalações:

Flamengo: Matheus Cunha; Wesley, Fabrício Bruno, David Luiz (Léo Pereira) e Ayrton Lucas (Filipe Luís); Thiago Maia (Allan), Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol.

Olímpia: Espínola; Silva, Romaña, Gamarra, Zabala, Cardozo, Gómez, Ortiz, Tito Torres, W. González (Faculdo Bruera) e Fernández.