Má campanha no Brasileirão leva à saída de Crespo do São Paulo

0
10
Hernán Crespo
Hernán Crespo (foto: Divulgação/SPFC)

A má campanha do São Paulo na Série A do Campeonato Brasileiro levou à saída do técnico Hernán Crespo do comando da equipe paulista. A diretoria do clube paulista anunciou que o treinador estava se desligando de comum com os cartolas do Morumbi.

Crespo teve um ótimo início no São Paulo, tirando o clube da fila de nove anos sem títulos e conquistando o Campeonato Paulista de 2021 no início do ano em vitória sobre o Palmeiras, que tentava o bicampeonato estadual.

Ao todo, o argentino o treinador argentino comandou o Tricolor em 53 partidas, com 24 vitórias, 19 empates e dez derrotas, um aproveitamento apenas mediano de 57,63% dos pontos disputados pela equipe paulista.

A situação de Crespo começou a se deteriorar com a péssima campanha do clube do Morumbi no Brasileirão. A equipe está em 13º lugar com 30 pontos, somente três na frente do Bahia, primeiro time na zona de rebaixamento da Série A.

O São Paulo do argentino também caiu na Copa do Brasil e na Libertadores, eliminado esta última pelo mesmo Palmeiras que derrotou na final do Paulistão. A insatisfação da torcida aumentou muito e a situação do treinador tornou-se insustentável.

Junto com Crespo sai toda a comissão técnica, composta de Juan Branda (auxiliar técnico), Alejandro Kohan e Gustavo Sato (preparadores físicos), Gustavo Nepote (preparador de goleiros) e Tobias Kohan (analista de desempenho).

O nome mais cotado para assumir o Tricolor é o de Rogério Ceni, ídolo da torcida e sempre muito conhecedor da realidade do São Paulo. O português António Oliveira, que deixou o comando do Athletico (PR) há cerca de um mês com números semelhantes ao de Crespo no São Paulo.